london: swing


















































Vivendo em Westminster- havia quantos anos?- mais de vinte- sente-se, até no meio do tráfego, ou quando se desperta à noite (Clarrisse bem o sabia) um silêncio particular, certa solenidade; uma indescritível pausa; aquela suspensão (ou seria do seu coração, que diziam afectado pela influenza?) antes que batesse o Big Ben. Agora! Já vibrava. Primeiro, um aviso musical; depois a hora, irrevogável.


Virginia Woolf, Mrs. Dalloway
tradução: Mário Quintana